Fundep

UFMG retoma atividades administrativas presenciais com ocupação máxima de 40% 

Postado em Notícias da Fundep
UFMG retoma atividades administrativas presenciais com ocupação máxima de 40%. A imagem mostra o prédio da FACE da UFMG. Um homem, usando uma máscara, caminha próximo ao ponto de ônibus em frente ao prédio.
UFMG durante a Pandemia. Vista do prédio da Faculdade de Ciências Econômicas (FACE).

Na etapa 1, o limite da ocupação autorizada era de 20% da ocupação dos espaços físicos, mas novas determinações expandem o limite para 40% da ocupação. Fundep segue diretrizes da Universidade.

 

A UFMG avança, a partir desta segunda-feira (13), para a etapa 2 do seu plano para o retorno presencial. Com a mudança, atividades administrativas presenciais em unidades e órgãos da Universidade estão autorizadas com ocupação de até 40% dos espaços físicos. O avanço à etapa deve-se à vacinação, adesão às medidas de controle e a melhoria dos indicadores epidemiológicos em Belo Horizonte e Montes Claros.

Os critérios que orientam o avanço entre as etapas são: a situação da pandemia no estado e nas cidades onde estão localizados os campi da UFMG, além da taxa e a tendência de incidência da doença nessas cidades. No entanto; de acordo com Cristina Alvim, coordenadora do Comitê da UFMG de Enfretamento ao Novo Coronavírus; se esses indicadores se tornarem alarmantes, o plano prevê retorno às etapas anteriores.

Determinado por ofício publicado pela Pró-reitoria de Recursos Humanos (PRORH), o aumento da ocupação foi apoiado pelo Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus da Universidade e pelo Comitê de Acompanhamento do Conselho Universitário. Como definido pela PRORH, “a ocupação de 40% do espaço não significa retorno ao trabalho presencial de apenas 40% dos servidores da Unidade/Órgão”, mas que os espaços devem estar ocupados em, no máximo, 40% da capacidade, o que exige planejamento das unidades da Universidade. Uma das opções destacadas é a de revezamento, com adesão de escalas.

Ademais, o documento da PRORH também orienta que servidoras gestantes permaneçam em regime remoto; e que servidores com fatores de riscos tenham prioridade para seguir trabalhando à distância. Outra proposta é a flexibilização dos horários de início e término das jornadas, para evitar concentração de pessoas.

 

A Fundep

Fundep segue as diretrizes da UFMG e vai adotar as orientações. De acordo com os comitês da Universidade, devem ser mantidas as medidas de prevenção que já estão em prática, como uso obrigatório de máscaras; e o distanciamento social de 1,5m. Além disso, para comportar o aumento da ocupação, a Pró-reitoria de Administração (PRA) está realizando medidas de infraestrutura e logística, incluindo a reativação do transporte interno e a reabertura dos restaurantes universitários.

Skip to content