Fundep

UFMG mantém-se entre as dez melhores universidades da América Latina

Postado em UFMG
UFMG
Ensino e Pesquisa são destaques da UFMG no Ranking. Créditos: Foca Lisboa/ Divulgação.

Edição regional do ranking da Times Higher Education mostra evolução nos indicadores ‘Pesquisa’ e ‘Ensino’. Outras três apoiadas Fundep estão entre as 70 melhores Universidades da América Latina. 

 

O ranking da Times Higher Education 2022, realizado anualmente, mostra a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) como uma das dez melhores universidades da América Latina. Instituição de origem da Fundep, a Universidade manteve uma curva de crescimento em relação a 2021, alcançando 83 pontos no ranking. O destaque segue nas áreas de ensino e pesquisa, com evolução de 91,6 para 92,1 e de 85,5 para 87,5, respectivamente.

A Instituição agora ocupa o nono lugar entre as melhores universidades da América Latina. Na edição anterior, a UFMG aparecia na quinta posição. Esta edição registrou crescimento no número de instituições avaliadas: de 177 em 2021, para 211 em 2022, fator que explica a mudança de posição da Universidade.

“Alguma oscilação era esperada. Porém, olhando os números como a gente olha e considerando a série histórica, a UFMG tem mantido uma trajetória de evolução, com os nossos indicadores mais fortes, como ensino e pesquisa, crescendo de forma consistente, tendendo agora a uma estabilização”, argumenta o professor Carlos Basílio Pinheiro, diretor de Produção Científica da Pró-reitoria de Pesquisa e coordenador da equipe responsável por reunir indicadores que sustentam a participação da UFMG nos rankings internacionais.

 

Maturidade

No entendimento da reitora Sandra Regina Goulart Almeida, a manutenção da UFMG entre as 10 melhores universidades da América Latina comprova a maturidade dos seus indicadores acadêmicos e a própria capacidade de superar cenários adversos, como os sucessivos cortes orçamentários que lhe são impostos há quase uma década. “Não é fácil se manter entre as melhores em um contexto de queda de investimentos em pesquisa, infraestrutura, bolsas e em outras dimensões que são fundamentais para o funcionamento de uma instituição como a nossa”, pondera ela.

 

Instituições apoiadas pela Fundep

Além de UFMG, outras universidades apoiadas pela Fundep aparecem entre as 30 melhores universidades da América Latina. A Universidade Federal do ABC (UFABC), fundada há 15 anos, figura no Ranking na 22ª posição. Por sua vez, na 27ª posição, aparece a Universidade Federal de Santa Maria. A Universidade Federal de Ouro Preto, também apoiada Fundep, aparece em 64º lugar.

 

Classificação

A avaliação feita pelo ranking Times Higher Education (THE) engloba cinco critérios: ensino (ambiente de aprendizado), pesquisas (quantidade, investimentos e reputação), citações (influência e alcance da produção científica), perspectiva internacional (cooperação e intercambio de docentes e estudantes) e renda na indústria (capacidade de uma universidade de contribuir para o setor industrial por meio de inovações, invenções e consultorias).

A Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Chile mantém a liderança no levantamento, conquistada também nas três edições anteriores. As brasileiras USP e Unicamp, ambas estaduais paulistas, vêm na sequência. A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) aparece em quarto, seguida do Instituto de Tecnologia de Monterrey, no México. Antes da UFMG figuram a Federal de Santa Catarina (UFSC), a Universidade do Chile e a Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A PUC Rio completa o top 10.

Responsável pela organização do levantamento, a Times Higher Education é uma publicação inglesa que veicula conteúdos referentes à educação superior. É vinculada ao jornal The Times, que produz uma série de rankings que estão entre os mais conceituados do mundo.

 

Com Centro de Comunicação da UFMG.

Skip to content