Fundep

Lançamento de linha destinada a acelerar inovação em conectividade veicular marca evento do Programa Rota 2030

Postado em Eventos C,T&I
A Linha VI do programa Rota 2030 tem como missão acelerar a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação (PD&I) em conectividade veicular. Crédito: Freepik.

Coordenadoras de linhas de atuação do programa que busca ampliar competitividade da indústria automotiva nacional se reúnem no campus Pampulha da UFMG para discutir tendências do setor, com Fundep anfitriã  

 

Pela primeira vez na história, o número de aparelhos conectados na chamada “Internet das Coisas” (IoT) é maior que o número de aparelhos não conectados. Segundo a consultoria IoT Analytics, dos 21,7 bilhões de dispositivos de diferentes tipos que existem no mundo, incluindo veículos automotivos, 11,7 compõem a conexão IoT, ou seja, são capazes de estar conectados entre si, trocando dados e informações instantaneamente. Em 2025, serão mais de 30 bilhões destes aparelhos, segundo as estimativas da IoT Analytics, consultoria de inteligência estratégica de negócios para internet das coisas (IoT) e indústria 4.0. 

É neste contexto que a conectividade veicular avança no Brasil, tornando-se também uma das linhas do Rota 2030, programa do Governo Federal que tem o objetivo de ampliar a competitividade e a capacidade produtiva da indústria automotiva nacional. Sob coordenação da Fundação de Apoio da UFMG (Fundep), a Linha VI – Estímulo à Produção de Tecnologias Relacionadas à Conectividade Veicular será lançada na próxima semana, durante o Encontro Nacional das Coordenadoras do Programa Rota 2030 (Enacoop 2030), edição Belo Horizonte. 

Realizada na Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), no próximo dia 23, esta edição do Enacoop é promovida pela Fundep, em parceria com a Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA). Presencial e gratuito, o evento reúne representantes de empresas, Instituições de Ciência Tecnologia (ICTs), startups e entidades para discutir, além da conectividade veicular, demais tendências e oportunidades para o setor automotivo.  

O Enacoop é um encontro das coordenadoras do programa Rota 2030 (Fundep, Senai, Finep e Embrapii) com o objetivo de fomentar parcerias e estimular a inovação, o desenvolvimento e a competitividade a partir da troca de experiências entre as cinco linhas existentes no programa. A linha de Conectividade Veicular passa a ser a terceira sob responsabilidade da Fundep, que coordena também a Linha IV – Ferramentarias Brasileiras Mais Competitivas – e a Linha V – Biocombustíveis, Segurança Veicular e Propulsão Alternativa à Combustão. 

 

Acelerar a pesquisa e inovação em conectividade veicular 

Com coordenação técnica do Departamento de Ciência da Computação da UFMG, a Linha VI tem como missão acelerar a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação (PD&I) em conectividade veicular. O escopo da linha abrange inovações em veículos autônomos, conectividade no interior dos veículos e com o ambiente externo, bem como a infraestrutura de conectividade para centros urbanos e rodovias, novos modelos de negócios baseados no uso de dados gerados pelos veículos e tecnologias de segurança de dados. A expectativa é investir R$ 200 milhões em projetos de PD&I desenvolvidos com empresas até 2026. 

Para o presidente da Fundep, Jaime Arturo Ramírez, “o fato de a coordenação geral do Rota 2030 ter reconhecido a solidez da proposta técnica construída em parceria com um comitê técnico da UFMG indica que acertamos em, cada vez mais, envolver a UFMG e outras universidades nesta iniciativa que busca resolver demandas muito claras e específicas postas em nossa sociedade. Como fundação de apoio nos cabe esse papel de ser o elo entre universidades, governos e o setor produtivo”. 

 

Tendências do setor automotivo e discussões técnicas  

Quais os principais desafios e oportunidades de inovação tecnológica para as empresas do setor automotivo? Para abordar tais questões, o Enacoop edição Belo Horizonte reúne representantes de instituições e empresas como a Stellantis, Bosch, Voa Ferramentaria e ABGI para dialogar sobre as estratégias para ampliar a competitividade do setor automotivo nacional.  

A programação inclui salas temáticas que vão abordar temas como descomissionamento de veículos, redução de emissões e rotas tecnológicas de baterias. De acordo com a coordenadora de Programas da Fundep, Ana Eliza Braga, a expectativa é gerar conexões capazes de convergir em desenvolvimento de projetos dentro do programa Rota 2030. “O encontro é uma importante oportunidade para ampliar a cooperação entre as coordenadoras, fomentar parcerias e expandir o alcance do Rota 2030. Queremos unir esforços em busca de soluções para os desafios tecnológicos da cadeia automotiva”, destaca. 

 

Programa Rota 2030 

O Rota 2030 é um programa do Governo Federal com o objetivo de ampliar a competitividade e a capacidade produtiva da indústria automotiva nacional. Cada ciclo do programa conduz as empresas em uma trajetória de adaptação a novos instrumentos, estímulo para a programação dos investimentos e reorientação das atividades com vista no aumento da produtividade. 

A iniciativa estimula as empresas do setor a investirem no desenvolvimento e na aplicação de novas tecnologias, consolidando um modelo fabril competitivo e inserido na produção global de veículos automotores. 

Desde 2019, a Fundep coordena duas Linhas do Programa: Ferramentarias Brasileiras Mais Competitivas; e Biocombustíveis, Segurança Veicular e Propulsão Alternativa à Combustão. Com a Linha VI, Estímulo à Produção de Tecnologias Relacionadas à Conectividade Veicular, a Fundação assume a coordenação de metade do total das linhas do programa. 

 

Serviço: 

Encontro Nacional das Coordenadoras do Programa Rota 2030  (Enacoop 2030) 

Dia: 23 de junho (quinta-feira) 

Horário: 8h30 às 16h  

Local: Escola de Engenharia da UFMG 

Evento presencial e gratuito. Uso obrigatório de máscara.  

Informações e inscrições: https://rota2030.fundep.ufmg.br/enacoop/ 

 

Programação 

9h às 9h30 – Abertura oficial 

– Professora Sandra Goulart Almeida – Reitora da UFMG 

– Professor Alessandro Fernandes Moreira – Vice-Reitor da UFMG 

– Professor Jaime Arturo Ramírez – Presidente da Fundep 

– Professor Cícero Starling – Diretor da Escola de Engenharia da UFMG 

9h30 às 9h50 – Lançamento da Linha VI – Estímulo à Produção de Tecnologias Relacionadas à Conectividade Veicular 

Palestrante:  Martín Gomes Ravetti – Professor do Departamento de Ciência da Computação da UFMG 

9h50 às 10h30 –   Impactos do Rota 2030 e apoio às empresas para investimentos em PD&I 

Palestrante: Leonardo Tavares – Gerente de inovação da ABGI 

11h às 13h – Painel: Estratégias de inovação para ampliar a competitividade do setor automotivo  

Palestrantes: 

Bosch: Fernando de Oliveira Junior – Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento em Sistemas Powertrain 

Stellantis: João Irineu – Diretor de Segurança Veicular e Conformidade Regulatória Stellantis para América do Sul 

Voa Ferramentaria: Artur Ornellas – Diretor comercial   

14h às 15h30 – Salas Temáticas   

Sala 01 – Descomissionamento de veículos: “Do uso ao túmulo” 

Com Thiago Gomes – Especialista em Serviços Tecnológicos do Instituto Firjan Senai de Tecnologia Química e Meio Ambiente 

Sala 02 – NMOG+NOx: Redução de emissões veiculares de compostos orgânicos voláteis nos sistemas evaporativos.  

Com Marcos Palasio – Coordenador da Comissão Técnica de Eficiência Energética da AEA 

Sala 03 – Baterias: Rotas tecnológicas  

Com Marcos Berton – Representante do Grupo de Trabalho de Baterias do Made in Brasil Integrado – MiBI e Gerente de Tecnologia e Inovação do Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica do Paraná 

Skip to content