Fundep

Futuro em 2040: Relatório compila resultados do Projeto Cenários

Postado em Ciência, Tecnologia e Inovação
Projeto Cenários
Relatório do Projeto Cenários compila resultado com futuros possíveis.

Projeto Cenários das Ciências e Tecnologias no Brasil apresenta indicações sobre o futuro.

 

Um futuro tecnológico em que a nossa vida é dominada pelo metaverso e passamos mais tempo on-line do que off-line, ou um em que a tecnologia possibilita o fortalecimento das relações humanas e um desenvolvimento econômico sustentável? Partindo da premissa de imaginar como o futuro será no ano de 2040, o Projeto Cenários das Ciências e Tecnologias no Brasil propõe contextos possíveis para a data. No último mês, em conclusão ao projeto, relatório publicado apresenta os resultados do processo com a proposição de quatro cenários.

A iniciativa foi coordenada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), por meio do seu Instituto de Estudos Avançados Transdisciplinares (IEAT), em conjunto com a Fundação de Apoio da UFMG (Fundep) e a Chies Integrates.

O relatório apresenta o perfil dos participantes das etapas do projeto e os resultados obtidos a partir da análise dos dados coletados, resultando na criação de quatro diferentes cenários possíveis, complementados por quatro narrativas ficcionais redigidas pelo escritor Jacques Fux.

 

PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DOS CENÁRIOS

Com uma metodologia específica, o projeto foi iniciado com um webinar com a apresentação das características do projeto, no qual participaram convidados que contribuíram para a etapa. O evento de lançamento foi realizado no dia 14 de dezembro de 2021, integrando diferentes áreas do conhecimento com manifestações estéticas e literárias.

Na segunda fase do projeto, a sociedade foi estimulada a participar enviando histórias sobre o futuro por meio da ferramenta SenseMaker, que permitiu a captura de padrões nas interpretações dos participantes. O objetivo dessa segunda etapa foi, além de coletar as histórias sobre os futuros imaginados, apreender a forma como as pessoas narram esses futuros, compreendendo quais são seus elementos principais.

A terceira etapa foi um workshop com 40 participantes convidados, com vários perfis – diversidade étnica, de gênero, de faixa etária, profissional e de formação – com objetivo de dialogar, criando um senso geral a respeito dos padrões emergentes das narrativas, identificando principais eixos de incertezas para orientar os cenários a serem construídos. Nesses encontros, os grupos também cocriaram os elementos de cada um dos cenários, incluindo personagens fictícios.

Por fim, a última etapa foi a consolidação dos cenários. O grupo técnico do projeto consolidou o material previamente criado, encontrando uma expressão coerente mais alinhada aos elementos-chave propostos.

Projeto Cenários
Com as coletas realizadas, chegou-se a quatro cenários possíveis. A descrição de cada um dos cenários é acompanhada por uma narrativa ficcional redigida pelo escritor Jacques Fux.

 

FUTUROS POSSÍVEIS

As narrativas auxiliaram na construção de quatro cenários, partindo de quatro pontos divididos em dois eixos, sendo eles: ciência e tecnologia aberta e distribuída, ou fechada e centralizada; e sociedade orientada para o bem comum, ou para o particular. Considerando esses pontos, os cenários construídos foram: transumanismo emancipado, integração regenerativa, simulacro onipresente e máquina hackeada. Para conferir os detalhes desses cenários, acesse o relatório final disponibilizado no site do projeto.

Ponto de partida para aqueles que se instigam pelas visões que os futuros possíveis evocam, o relatório é também um convite para reflexão sobre novas possibilidades criativas, científicas e relacionais.

Skip to content