Fundep

Uma viagem ao continente mais gelado do planeta

Postado em Ciência, Tecnologia e Inovação

Quando pensamos em Antártica, um primeiro cenário que vem à mente são blocos de gelo e pinguins. Além de linda paisagem, esse território revela grandes surpresas. O continente ao extremo sul do planeta é um local de potencial exploração, com rotas que levam a condições extremas e podem revolucionar o pensamento humano sobre a Terra.

Grupos de pesquisa da UFMG se dedicam à produção de conhecimento sobre a Antártica, como o MycoAntar, Paisagens em Branco e MediAntar, que realizam estudos de biologia, arqueologia e medicina polar, respectivamente. A UFMG é a que mais tem pesquisas no local entre instituições brasileiras.

Pesquisas

Há três décadas em viagens pelo continente mais frio do mundo, alguns pesquisadores da UFMG voltaram o olhar para as escalas microscópicas: vive ali uma comunidade enorme de fungos que pode, por exemplo, auxiliar na produção de medicamentos. Esses projetos de pesquisa são coordenados pelo professor Luiz Henrique Rosa, do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG e contam com a gestão administrativa e financeira da Fundep.

 

Na Universidade há, também, estudos de vestígios das primeiras ocupações humanas no continente. Ainda, médicos e educadores físicos monitoram os parâmetros fisiológicos do corpo e do seu esforço nas condições extremas da Antártica e os aspectos psicológicos de quem habita um espaço vasto e isolado do resto do mundo.

 

 

 

 

 

 

Exposição sobre a Expedição

O Espaço do Conhecimento UFMG oferece até dia 29 de abril a Exposição Antártica, que visa proporcionar aos visitantes a simulação da experiência de estar no Polo Sul. A mostra foi desenvolvida em conjunto com as equipes dos projetos de pesquisa da UFMG.

A chegada à exposição já cria uma cena inesperada: a entrada por um túnel revela as dificuldades de se chegar à Antártica, que só é acessível por avião ou navio. Por esse espaço estreito, o visitante começa a perceber como é a experiência de estar no Polo Sul. A temperatura baixa e o excesso de branco do gelo promovem a sensação do frio extremo e da imensidão de um lugar pouco explorado.

A mostra está configurada no formato de um mapa expandido da Antártica, em que o público participa ativamente da expedição. Cápsulas sensoriais simulam as condições extremas: o vento forte, a dificuldade de andar na neve e a escuridão que se perpetua por seis meses no ano nas áreas mais continentais.

O Planetário completa essa visita pelo continente gelado com uma sessão imersiva que mostra imagens produzidas durante expedições científicas.

O Espaço do Conhecimento UFMG estimula a construção de um olhar crítico acerca da produção de saberes. Sua programação diversificada inclui exposições, cursos, oficinas e debates.

Integrante do Circuito Liberdade, o museu é fruto da parceria entre a UFMG e o Governo de Minas. A Fundep também faz a gestão do museu.

Visite!

Exposição Expedição Antártica

Até 29 de abril de 2018 – Terça a sexta-feira e domingo de 10 às 17 horas; sábado de 10 às 21 horas.
Espaço do Conhecimento UFMG – Praça da Liberdade, 700, Funcionários, Belo Horizonte
Entrada gratuita!
Mais informações: site Espaço do Conhecimento – (31) 3409-8350