Fundep

Especialistas da UFMG comentam a celebração do ano internacional da Tabela Periódica

Postado em UFMG

2019 foi escolhido pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas – Onu e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – Unesco como o Ano Internacional da Tabela Periódica. Segundo os professores Carlos Alberto Filgueiras e Luiz Cláudio Barbosa, do Departamento de Química da UFMG, a data, que está sendo comemorada no mundo inteiro, precisa ter sua importância reconhecida.

“Eu diria que a tabela periódica é a enciclopédia mais enxuta, mais concisa que existe de qualquer assunto”, ressalta Carlos Alberto Filgueiras. “Numa única folha de papel ela dá uma infinidade de informações, claro que, para quem saber usar”.

Além do aniversário de 150 anos da descoberta do sistema pelo cientista russo Dmitri Mendeleev, a celebração é uma forma de reconhecer a tabela como uma das conquistas mais relevantes para a ciência moderna. Segundo a UNESCO, o ano internacional representa uma boa ocasião para refletir acerca de temas como o contexto histórico da tabela periódica, o espaço das mulheres na pesquisa científica e as tendências globais do uso da ciência para um desenvolvimento sustentável socioeconomicamente.

Para Luiz Cláudio Barbosa, a data possibilita uma nova atenção da sociedade a elementos como o Nióbio e o Ósmio, de grande utilização e importância, mas menos conhecido pelo público geral. O professor adianta que a Sociedade Brasileira de Química vai lançar um livro esse ano, contando com aproximadamente dez professores da área, para explicar um pouco melhor sobre os elementos mais comuns do nosso cotidiano. Ambos os especialistas, Carlos Alberto Filgueiras e Luiz Cláudio Barbosa, terão um capítulo cada na publicação.

Saiba mais sobre o assunto no vídeo produzido pela TV UFMG:

Fonte: Portal UFMG