Fundep

UFMG será sede da Reunião da SBPC em 2017

Postado em Notícias da Fundep

Encerrada nesse final de semana a 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). O encontro é o maior evento científico da América Latina e constitui-se de um importante fórum para a difusão dos avanços da ciência nas diversas áreas do conhecimento e de debates de políticas públicas para a ciência e tecnologia.

Sob o tema “Luz, Ciência e Ação”, em comemoração ao Ano Internacional da Luz, estabelecido pela Unesco, essa edição foi realizada no campus da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Carlos (SP), e contou com público de mais de 6 mil inscritos, entre cientistas, professores e estudantes, além de gestores de pesquisa e desenvolvimento de empresas e profissionais de órgãos governamentais de apoio à pesquisa científica e tecnológica.

A cada ano, a Reunião da SBPC é sediada em um estado brasileiro, sempre em universidade pública. Os locais de realização dos dois próximos encontros serão a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em 2016, e a UFMG, em 2017. Esta será a quinta vez que a UFMG vai abrigar o evento. As edições anteriores foram em 1965, 1975, 1985 e 1997.

“Estamos muito felizes com o anúncio de que a UFMG vai sediar a SBPC em 2017. Para nós, é muito representativo realizar o mais importante evento científico brasileiro no ano em que nossa Universidade completará 90 anos. Podemos entender esse encontro como a renovação de um compromisso e da responsabilidade da UFMG para com o progresso da ciência em nosso país”, destaca vice-reitora Sandra Almeida, que compareceu à assembleia da 67ª Sociedade, em São Carlos.

Confira os destaques da 67ª Reunião da SBPC.

Investimento na Educação e Ciência

Ao final da 67ª Reunião, foi aprovado o envio de carta à presidente Dilma Rousseff, reivindicando a revogação dos cortes no Ministério da Educação e no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. O documento aponta que o “financiamento de programas como o dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs), edital Universal, Programa de Infraestrutura (Pró-Infra) da Finep, e tantos outros, não podem sofrer cortes e descontinuidades”. Acesse aqui a íntegra do documento.