Fundep

Software de mineração desenvolvido por ex-alunos da UFMG é premiado em competição na Rússia

Postado em UFMG
Fabrício Ceolin (à esquerda) e Alexandre Marinho são os fundadores da startup MiningMath Arquivo pessoal

Uma tecnologia inovadora destinada à simulação de cenários para embasar decisões estratégicas na área de mineração, desenvolvida pelos ex-alunos da UFMG Alexandre Marinho e Fabrício Ceolin, conquistou, no início de outubro, o primeiro lugar no Concurso de Desafios Técnicos e Soluções de Mineração MineTech, realizado em Moscou, durante o 14º Fórum de Exploração e Mineração da Rússia.

Baseado em técnicas modernas de programação, o SimSched, nome dado ao software, combina uma enorme quantidade de variáveis que vão desde aspectos geológicos até dados econômicos e restrições legais, ambientais e sociais, resultando numa análise sofisticada de cenários para a tomada de decisões na mineração. A ferramenta permite, por exemplo, uma visualização mais eficiente de riscos, incluindo impactos ao meio ambiente e à comunidade, e a otimização de investimentos e de processos produtivos, contribuindo para uma mineração mais moderna e eficiente.

A tecnologia foi utilizada na competição pelo economista Alexey Tsoy, da consultoria britânica em mineração CSA Global, que conquistou o primeiro lugar. Na ocasião, Tsoy afirmou que “não há no mercado outra tecnologia que possibilite fazer uma análise tão sofisticada para o planejamento de lavra, como o SimSched”.

Alexandre Marinho é formado em matemática computacional pela UFMG e lidera com Fabrício Ceolin, graduado em ciência da computação também pela UFMG, a startup MiningMath, especializada em software de planejamento estratégico em mineração. A empresa participa do programa de aceleração Seed, promovido pelo governo de Minas Gerais.

 

Fonte: UFMG