Fundep

Semana de Inovação em Saúde estimula reflexões e novas soluções

Postado em Inovação

Iniciativa será realizada de 18 a 24 de setembro e inscrições podem ser feitas até próxima terça, 22. Fundep é coorganizadora do evento e traz metodologia de desenvolvimento de ideias para o hacking education

 

Buscando conectar o ambiente acadêmico à inovação no campo da saúde, o Diretório Científico da Faculdade de Medicina da UFMG promove, de 18 a 24 de setembro, a segunda edição da Semana de Inovação em Saúde (Seis). O evento ─ que acontecerá exclusivamente online ─ contará com seminários e workshops, feira de startups e hackathon – uma maratona para resolver problemas.

A ação visa trazer ao ambiente acadêmico iniciativas inovadoras no âmbito da saúde que se dão fora da universidade. Desta forma, o Diretório Científico busca conseguir um intercâmbio entre as áreas de saúde e tecnologia, apontando as novas interseções que se apresentam entre as áreas. A Semana de Inovação em Saúde é direcionada a estudantes e profissionais das áreas da saúde, tecnologia e educação.

As inscrições para a Seis são gratuitas e podem ser realizadas na página do evento. A iniciativa é coordenada pelo professor do Departamento de Saúde Mental da Faculdade, Marco Aurélio Romano Silva.

 

Atividades

hacking education, que acontece nos dias 18, 19 e 20, trata-se de um hackathon ─ evento que divide os participantes em equipes para pensar soluções para um problema. “As equipes formadas por profissionais e acadêmicos terão um único objetivo: pensar em uma solução para a educação em saúde nestes tempos de Covid-19 e além”, informa o estudante do 5o período do curso de Medicina da Faculdade e vice-presidente do Diretório Científico, Pedro Cunha. De acordo com o acadêmico, a ideia do hacking education é pautar-se na complementaridade de conhecimentos, atraindo pessoas não somente da área da saúde, mas também das tecnologias e dos setores de educação para pensar juntos em soluções aplicáveis.

“Os seminários são uma parte tradicional do evento, em que foram convidados profissionais de referência na área para falar sobre as novas tendências da área da saúde”, explica Pedro. Além disso, serão ministrados workshops sobre competências relacionadas ao universo da pesquisa e habilidades comportamentais no meio médico.

Por fim, a feira de startups reunirá diferentes iniciativas em saúde num ambiente virtual, buscando aproximar dos participantes as empresas emergentes nos campos da saúde e da biotecnologia.

Para conferir a programação completa e acompanhar notícias do evento, visite o perfil de divulgação no Instagram.

APOIO FUNDEP

A Fundep é coorganizadora da Seis e traz para o hacking education sua expertise em metodologias de desenvolvimento de ideias e negócios. Segundo Melina Castro, da equipe de Inovação da Fundação, a experiência de iniciativas como o hub de inovação em biotecnologia, o BiotechTown, a agência de investimentos em empreendimentos tecnológicos, a Fundepar, e do programa de aceleração de negócios em estágio inicial, o Lemonade, deve estar cada vez mais conectada com as atividades da UFMG. “Estar junto ao professor Marco Aurélio e aos alunos do Diretório Científico da Faculdade de Medicina está alinhado ao propósito da Fundep. Temos a expectativa de difundir, cada vez mais, conhecimentos de empreendedorismo e inovação para a comunidade acadêmica e não-acadêmica, e a oportunidade que a Semana traz é justamente estar em consonância com as transformações que a universidade vem vivendo”, ressalta.

A Semana de Inovação em Saúde também é coorganizada pela Saúde Ventures, tem patrocínio da DocForDoc e apoio da Academia Mineira de Medicina.

 

Diretório Científico

O Diretório é um projeto de extensão da Faculdade de Medicina da UFMG e nasceu por demanda dos alunos da Faculdade, que desejavam criar novas oportunidades de engajamento para o corpo discente.

Além da Semana de Inovação em Saúde, o Diretório Científico realiza atividades como cursos preparatórios para exames de proficiência em língua estrangeira e o Happy Hour Científico.

Para conhecer mais sobre o projeto, acesse os perfis no Instagram e no Facebook.

 

Com informações do portal da Faculdade de Medicina UFMG