Fundep

Pesquisadores da UFMG são homenageados pela ordem nacional do mérito científico

Postado em Ciência, Tecnologia e Inovação

Em cerimônia realizada dia 17.10.2018, no Palácio do Planalto, em Brasília, 85 personalidades ligadas ao meio científico, pesquisadores, professores e dirigentes de entidades, receberam as insígnias referentes à Ordem Nacional do Mérito Científico.

Dentre pesquisadores, professores e dirigentes de entidades, seis professores da UFMG foram homenageados. Na classe Comendador, foram admitidos Vasco Ariston de Carvalho Azevedo (área de Ciências agrárias), Ado Jorio de Vasconcelos (Ciências físicas) e Heloisa de Oliveira Beraldo (Ciências químicas). Nivio Ziviani e Virginia Sampaio Teixeira Ciminelli (área de Ciências da Engenharia) e Marcos Assunção Pimenta (Ciências físicas) foram promovidos para a Classe Grã-Cruz.

A Ordem foi instituída pelo Decreto nº 772/1993 e se tornou a mais importante condecoração da área científica e tecnológica do país. Ela destina-se a premiar personagens nacionais e internacionais que tenham prestado contribuições relevantes à ciência e se destacado por suas qualidades intelectuais e acadêmicas.

As indicações de candidatos foram feitas em fevereiro passado, por instituições ligadas à ciência. Em abril, comissão técnica, formada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e pela Academia Brasileira de Ciências (ABC) reuniu-se no Rio de Janeiro para avaliar o mérito de todas as indicações e emitir um parecer para o Conselho da Ordem. A lista completa dos agraciados está na página da ABC.

Futuro do Brasil

O presidente da República, Michel Temer, estava presente na solenidade. Para ele, estimular o campo da ciência é importante para o desenvolvimento do País, gerando benefícios a toda população. “A ciência é atividade que exige talento, e não só talento, mas estudo e perseverança”, disse ele, durante cerimônia no Palácio do Planalto.

“[A ciência] é um precioso instrumento de progresso, indispensável para a construção do futuro”, pontuou.“Ciência é educação, é saúde, é produtividade e fonte de mais e melhores empregos para os brasileiros…Valorizar o mérito de cientistas brasileiros é valorizar o desenvolvimento do Brasil”, concluiu.

Além do presidente da República, participaram da cerimônia os ministros da Educação, Rossieli Soares; da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab; das Relações Exteriores, Aloysio Nunes; da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge; e do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Fonte: Com informações do MCTI