Fundep

Perspectivas para o ecossistema de ciência, inovação e empreendedorismo

Postado em Ciência, Tecnologia e Inovação

O Brasil ganhou um novo Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação e a sua recente regulamentação traz perspectivas de novas possibilidades para o avanço da inovação no nosso país. A atualização da legislação promove uma série de estímulos para o exercício da comunidade científica e tecnológica e do ecossistema de inovação e empreendedorismo.

Para explorar as oportunidades deste novo cenário, no dia 4 de abril, durante o Minas Digital Summit, em Belo Horizonte, foi realizado o evento Impacto – Marco Legal da C,T&I, que reuniu grandes especialistas que compartilharam os principais pontos, mecanismos e desdobramentos da nova legislação para produções das instituições acadêmicas e científicas, os sistemas de inovação e o crescimento do setor empresarial.

O encontro foi uma realização da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep) e da Fundep Participações (Fundepar), em parceria com a Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT) da UFMG e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes).

Baixe aqui o E-book sobre o Marco Legal da C,T&I – um guia prático com os principais pontos da legislação.

Para abrir o evento, foram convidados o Subsecretário da Sedectes, Leonardo Dias; o presidente da Fundep, professor Alfredo Gontijo de Oliveira, e a Reitora da UFMG, professora Sandra Goulart, que destaca a importância do diálogo entre universidade e setor empresarial. A Reitora trouxe uma reflexão da necessidade de uma mudança de entendimento sobre as universidades serem consideradas fechadas em suas pesquisas e não se abrirem às parcerias com o setor privado.

 

Na palestra de abertura, o professor e pesquisador da UFMG Gustavo Menezes falou sobre a importante conexão entre a academia e o mercado para transformar e melhorar a vida das pessoas. Ele emocionou o público contando sobre as atividades do pesquisador com cases de alguns de seus projetos.

Prof. Gustavo atua nas áreas de Biologia, Fisiologia e Farmacologia, é diretor do Nikon Center of Excellence Brazil e do Centro de Excelência BD Biosciences em Pesquisas Interdisciplinares; é consultor científico da Maxillo facial tips; e investigador principal do Center for Gastrointestinal Biology do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG.

 

Um marco para inovação

O painel abordou uma discussão aprofundada em torno das oportunidades da nova legislação para o avanço da inovação.

Moderador: prof. Gesil Amarante, diretor técnico do Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec); presidente do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia; e coordenador geral do Fórum de Assessorias Parlamentares de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação.
Painelistas: Bruno Teatini, assessor Jurídico da Fundep; prof. Evaldo Vilela, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerias (Fapemig); Regina Mattos, procuradora Fapemig; e a Juliana Crepalde, coordenadora geral da Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT) da UFMG.

Juliana Crepalde, coordenadora geral da CTIT UFMG, destacou as principais mudanças trazidas pelo Marco Legal de CT&I como personalidade jurídica dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs), compartilhamento de laboratórios e cessão de tecnologias. Ela expressou, ainda, o compromisso das universidades em aplicar de forma positiva as mudanças, gerando mais oportunidades para a academia e iniciativa privada. “Não é mais época de se contar número de patentes, de contar feijão como se diz, é hora de ver aplicado o conhecimento produzido na academia em prol da sociedade”, disse Juliana.

O professor Evaldo Vilela falou sobre o benefício da regulamentação do Marco Legal e da necessidade de se preparar para atuar no novo mercado tecnológico.

 

Impacto em Minas Gerais

O painel trouxe uma reflexão sobre as novas possibilidades para as instituições e a economia mineira.

Moderadora: professora Elza Fernandes de Araújo, Assessora Adjunta de Inovação da FAPEMIG.
Painelistas: Diego Ayres, Comissão de Direito para Startups – Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MG); Mariah Brochado, Coordenadora de Projetos Acadêmicos e Interinstitucionais junto à Casa Civil e professora Associada da Faculdade de Direito da UFMG; e Roberto Rosenbaum, Superintendente de Inovação Tecnológica da Sedectes, que destacou: “Somos o maior polo de Startups do país, nos tornamos referência em tecnologia e inovação.”

Impacto para a Ciência e Tecnologia

O painel apresentou os desdobramentos do Marco Legal para a ciência e os reflexos na geração de tecnologias.

Moderador: professor Alfredo Gontijo de Oliveira, Presidente da Fundep.
Painelistas: Luis Eduardo Caroli, CEO da Biozeus Biopharmaceutical; Pedro Vidigal, da Biotech.Town; professor Rochel Lago, pesquisador da UFMG, coordenador do INCT Midas – Tecnologias Ambientais, inventor de mais de 30 patentes e empreendedor.

O professor Pedro Vidigal enfatizou a “importância do pesquisador se sentir seguro para empreender” ou seja, trazer a tecnologia desenvolvida dentro das Universidades para o mercado. Na oportunidade, o professor apresentou, também, o Biotech.Town – Centro de Aceleração de Negócios de Biotecnologia e Ciências da Vida –, que tem o objetivo oferecer ao mercado de biotecnologia uma estrutura privada de desenvolvimento de produtos e serviços em biotecnologia que reduza o risco de desenvolvimento tecnológico e acelere o desenvolvimento e o lançamento de novos produtos no mercado nacional e internacional. O Centro é o único no Brasil que vai oferecer serviços integrados nas etapas finais de desenvolvimento de produto em biotecnologia, incluindo serviços para finalização das atividades de Pesquisa & Desenvolvimento, para produções iniciais para comercialização dos primeiros lotes industriais e para desenvolvimento de modelos de negócios, parcerias e mercado para produtos inovadores.

 Impacto para alianças estratégias – ICTs e Empresas

O painel falou dos novos incentivos para a constituição de alianças estratégicas entre os Institutos de Ciência e Tecnologias e setor empresarial.

Moderador: professor Gilberto Medeiros Ribeiro, Diretor da Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT) da UFMG
Painelistas: professor José Nagib Cotrim Árabe, coordenador da área de negócios e comunicação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii)/Departamento de Ciência da Computação da UFMG; Marco Antônio Castello Branco, presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig); e Nelson Akio Fujimoto, gestor de inovação e Novos Negócios da Cemig.

 Impacto para grandes empresas

Painel abordou o novo cenário de oportunidades para as grandes empresas.

Moderadora: Janayna Bhering, Gerente de Negócios e Parcerias da Fundep.
Painelistas: Christimara Garcia, especialista em inovação e recursos financeiros da consultoria ABGI Brasil; José Claudio Terra, Diretor de inovação e gestão do conhecimento do Hospital Albert Einstein; Mariana Yasbeck, Gerente de empreendedorismo tecnológico na SENAI MG/Centro de Inovação e Tecnologia (CIT) – Fiemg; e Rodrigo Sá, Diretor global de desenvolvimento de negócios da Hyperloop, que afirmou: “Para que a inovação aconteça, substituímos o ‘correr risco’ por ‘compartilhamento de ações’ entre grandes empresas e startups”.

Impacto para startups e spin-offs

Painel discutiu sobre as oportunidades para potencializar o crescimento de spin-offs e startups.

Moderador: Ramon Azevedo, diretor da Fundep Participações (Fundepar).
Painelistas: Célio Cabral, gerente de inovação, tecnologia e sustentabilidade no Sebrae Nacional; Felipe Matos, fundador da aceleradora Startup Farm; Marcela Drummond, cientista e diretora-presidente da Myleus Biotecnologia; e Rafael Levy, Fundador e CTO do 100 Open Startups.

O ambiente de inovação em Israel

Professor Rochel Lago entrevistou Karin Mayer Rubinstein, CEO e Presidente da Israel Advanced Technology Industries (IATI) / Tel Aviv.

Quantas outras oportunidades serão abertas com o Marco Legal?

Para finalizar, o professor Nívio Ziviani palestra inspiradora contando seu propósito de transformar conhecimento em empreendimentos inovadores.

Pesquisador, professor da UFMG e referência internacional em empreendedorismo na área de Tecnologia da Informação e Ciência da Computação. É presidente do Conselho de Tecnologia da Kunumi – empresa especializada em ferramentas de segmentação, análise do comportamento e deep learning que está sendo destaque no mercado de inteligência artificial.

Referência internacional em empreendedorismo na área de Tecnologia da Informação e Ciência da Computação, prof. Nívio Ziviani é presidente do Conselho de Tecnologia da Kunumi – empresa especializada em ferramentas de segmentação, análise do comportamento e deep learning que está sendo destaque no mercado de inteligência artificial.

 

Impacto – Marco Legal da C,T&I

O encontro integrou o Minas Digital Summit, evento Sedectes. Durante a programação, empreendedores, investidores, gestores públicos e pesquisadores se reuniram para compartilhar estratégias e novidades do mercado de tecnologia.

Assista a reportagem da TV SIMI: