Fundep

Missão China: Fundep faz uma imersão no país que tem se destacado como uma grande potência tecnológica

Postado em Ciência, Tecnologia e Inovação

O maior continente do planeta, tanto em área como em população, a Ásia tem se destacado cada vez mais, também, como uma potência de inovação tecnológica. Um grande celeiro de pesquisadores e startups de ponta, o território é berço e lar de grandes empresas da atualidade, como Alibaba (maior e-commerce do mundo), Baidu e Tencent (maior rede social da China), ASUS, Acer, Foxconn, entre outras, que impulsionam a proeminência da região no desenvolvimento de produtos e serviços de ponta.

Em processo de transformação, a China tem conquistado ascensão nos rankings de inovação. No último levantamento do Índice Global de Inovação (GII, na sigla em inglês), publicado anualmente pela Universidade Cornell, pelo Insead e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), a nação entrou para a lista das 20 principais economias mais inovadoras do planeta. No ranking do Fórum Econômico Mundial 2018, que compara os aportes em P&D no mundo, lideraram o levantamento os Estados Unidos (US$ 476,5 bilhões anuais) e China (US$ 370,6 bilhões). Sozinhos, os países representam 62% do investimento global na área. O governo chinês tem divulgado metas que posicionam a inovação como uma estratégia, como, por exemplo, o objetivo de que o país se torne líder em inteligência artificial até 2030 e com planos também para energias renováveis, robóticas e carros elétricos.

FUNDEP SEM FRONTEIRAS

Seguindo os desafios de transcender fronteiras para a Fundep, com o radar do que há de mais atual nos principais centros de Pesquisa, Ensino e Inovação do mundo, os diretores Ramon Azevedo e Martín Ravetti realizaram uma imersão na China, para compreender o ambiente de inovação, as formas de fomento para a C,T&I e conhecer mais iniciativas inovadoras, tendências e ferramentas tecnológicas e realizar conexões e networking. Em 2018, a Fundação também integrou a Missão Israel e foi representada no Web Summit 2018, em Lisboa, entre outras viagens. Além da participação na conferência RISE – um dos maiores eventos de tecnologia do mundo.

“A China tem se tornado cada vez mais relevante e impactante, tanto do ponto de vista cultural, que se destacam os hábitos, costumes, visão de futuro e de coletividade, quanto do ponto de vista de geração de inovações e de negócios”, conta Ramon.

Confira alguns pontos do roteiro da Fundep na China:

PARQUES TECNOLÓGICOS

UNIVERSIDADES

ACELERADORAS, STARTUPS E EMPRESAS