Fundep

Mapa do conhecimento

Postado em Notícias da Fundep

Incrementar a interação da Universidade em áreas de pesquisa científica e tecnológica com organizações públicas e privadas. Com esse objetivo, a plataforma Somos UFMG foi idealizada para facilitar o mapeamento das competências da instituição, favorecendo a criação de novos projetos e a prestação de serviços diferenciados à sociedade.

Desenvolvida pela Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT), a ferramenta é comercializada pela Fundep para outros centros de ensino superior e pesquisa. Esse trabalho está sendo conduzido pela Assessoria de Cooperação Técnica (ACT), com a colaboração da Gerência de Captação de Projetos (GCP).

O sistema pode ser customizado de acordo com as necessidades e as particularidades de cada entidade e, atualmente, é utilizado em fase de teste pela Universidade Federal de Itajubá (Unifei). Desde junho, mais de 70 instituições foram abordadas pela Fundep para apresentação da ferramenta. “A partir desses contatos, foram elaboradas 33 propostas. Nosso planejamento prevê ações para darmos sequência a esse diálogo tanto junto àqueles que já conhecem a tecnologia quanto a possíveis interessados”, afirma Heidi Caroline Lein, da GCP.

Busca refinada

Por meio do Somos, as competências da instituição e dos profissionais que a compõem podem ser encontradas de maneira simples e organizada, de acordo com a área de interesse do usuário. Acessível pela internet, a ferramenta responde, em tempo real, à digitação no campo de busca ? não é preciso dar enter ou apertar qualquer botão para iniciar uma busca, basta digitar. É possível encontrar resultados associados desde uma letra até termos técnicos, por exemplo.

Entre os indicadores disponibilizados estão número de professores, unidades acadêmicas, patentes, produção bibliográfica e orientações concluídas pelo corpo docente. Após um inventário da UFMG, a CTIT compilou os dados referentes a laboratórios e propriedade intelectual da Universidade. Os demais itens apresentados foram retirados da Plataforma Lattes com autorização do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Segundo Heidi Lein, esse modelo possibilita que o Somos seja sempre atualizado a partir de uma plataforma consolidada, que é referência para os pesquisadores brasileiros e integra, em um único sistema de informações, dados de currículos, grupos de pesquisa e instituições.

Ao fomentar a interação entre os agentes do sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação, a ferramenta atende a uma demanda da Fundep e seus parceiros. “Aliado ao Sistema Financiar, o Somos ajuda a fechar um ciclo em que produtores do conhecimento, fontes de financiamento e organizações que demandam a criação de soluções científicas e tecnológicas podem se conectar e gerar benefícios para a sociedade”, explica Heidi.