Fundep

Financiamento coletivo objetiva mais qualidade de vida aos pacientes do Ambulatório Borges da Costa – 100% SUS

Postado em Ciência, Tecnologia e Inovação

Referência nos tratamentos de psiquiatria, o Ambulatório Borges da Costa, integrante do complexo do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), acolhe mais de 15 mil pacientes por mês, em atendimento 100% realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Instalado em um conjunto arquitetônico tombado como patrimônio histórico, o centro abriga ambulatórios e laboratório de pesquisa e conta, também, com um ambiente externo. Identificando a oportunidade de potencializar o aproveitamento dessa área em prol dos pacientes, a UFMG lançou campanha de financiamento coletivo para o projeto Jardins dos Borges.

“A nossa expectativa é que crianças, adultos e idosos e suas famílias, que têm no ambulatório uma rotina, encontrem, com a revitalização do jardim sensorial, um local interativo e divertido, propício para sessões de terapia ocupacional e também que inspire reflexão, esperança e alegria”, explica Andréa Silveira, médica, professora da Faculdade de Medicina da UFMG e superintendente do HC-UFMG/Ebserh.

O objetivo da iniciativa de extensão da Faculdade de Medicina da Universidade é transformar o espaço externo do Borges da Costa para ampliar a qualidade de vida dos pacientes ao longo do tratamento. A proposta é que as áreas ao fundo sejam teladas e recebam melhorias nos pisos, jardins, iluminação, além de instalação de playground de atividades infantis, labirinto sensorial (feito para estimular os sentidos das crianças) e mobiliário específico para alocar materiais de trabalho usados nas terapias, como equipamentos de fisioterapia e terapia ocupacional.

Recompensas

Para a construção e revitalização dos jardins, que envolve projetos arquitetônicos e de plantios, a meta do financiamento coletivo é alcançar R$ 29 mil em doações, até 17 de janeiro de 2020. Por meio da plataforma Benfeitoria, qualquer pessoa pode realizar aportes com doações recompensáveis ou da quantia que puder.

Entre os parceiros da campanha está o premiado chef mineiro, eleito o melhor do ano em Belo Horizonte, Leo Paixão, do restaurante Glouton. Leonardo foi mentor do Mestres do Sabor – programa da Rede Globo – e também é médico. Um jantar especial e exclusivo preparado por ele é uma das recompensas aos “amigos da medicina”, benfeitores da campanha do Jardins do Borges.

Esse é um dos primeiros financiamentos coletivo promovidos pela UFMG. A captação se dá por intermédio da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep) e tem amparo na Lei nº 8.958/94. Saiba mais sobre o projeto Jardins dos Borges: https://benfeitoria.com/jardinsdoborges

 Pessoas pela Ciência 

Aderente à crescente participação da população em questões sociais e econômicas, o financiamento coletivo vem se fortalecendo como uma alternativa ao financiamento de projetos no Brasil. Segundo a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), em 2018 o financiamento coletivo no país alcançou um crescimento de mais de 451% em relação à captação de recursos registrados em 2016.

Quanto ao financiamento coletivo para projetos ligados à pesquisa, ensino e inovação, o cenário também é otimista: segundo a Pesquisa Percepção Pública da Ciência & Tecnologia no Brasil (CGEE / 2019), 73% dos brasileiros acreditam que a ciência e a tecnologia trazem benefícios para a sociedade e 90% querem mais investimentos para os setores – dados que configuram estímulos à prática.