Fundep

Fundep participa da 4ª Conferência Nacional de CT&I

Postado em Notícias da Fundep

A Fundep marcou presença em um dos mais importantes eventos para o campo científico brasileiro, a 4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizada entre os dias 26 e 28 de maio, em Brasília. O diretor de Desenvolvimento Institucional, professor João Furtado, a assessora de Relações Institucionais, Andrea Kauffmann Zeh, a gerente de Negócios, Anna Sophia Candiotto Pereira, e o analista Bruno Rafaelle do Monte participaram do encontro e buscaram prospectar novos parceiros e oportunidades de atuação para a Fundação.

Segundo o professor João Furtado, a Conferência teve como tema: “Preparando o Brasil para os próximos 10 anos”. Para ele, “o diferencial do evento foi a inclusão da discussão sobre Tecnologia e Inovação articuladas à Ciência. O país ocupa, hoje, uma posição de liderança no campo da economia e da política, mas a Ciência e Tecnologia (C&T) não acompanham esse crescimento com o mesmo vigor. E isso nos impede de sair de uma condição de dependência. Como criar, então, modelos de desenvolvimento científico para preparar o Brasil para assumir um lugar de destaque nessa área? Esse foi o ponto principal abordado, que demonstrou a necessidade de articular as duas dimensões (C&T) ao crescimento econômico”, explica.

A abertura da Conferência contou com a presença do Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Estiveram presentes, também, representantes das mais importantes instituições de fomento, gestão e pesquisa científica, como BNDES, Embrapa, Finep etc.

Inserção da Fundep

O diretor de Desenvolvimento Institucional conta que a presença da Fundep na Conferência teve como objetivo apresentar, às entidades e representantes da área de C&T, a Fundação como uma das parceiras possíveis no movimento que o Brasil trilha para melhorar sua base tecnológica e de pesquisa e inovação. “Estamos em um momento em que, apesar do desenvolvimento econômico notável, o Brasil precisa avançar nessa área. E as universidades podem fazer parte desse processo e estabelecer parcerias muito interessantes. A Fundep não pode deixar de estar presente”, destaca o professor João Furtado.

Ele chama atenção para os números internacionais. “Os Estados Unidos investem cerca de 6% do seu PIB em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. O Brasil investe pouco mais de 1,5%. Por isso, é urgente uma proposta que coloque o crescimento tecnológico na agenda social e empresarial”, reforça.

Os representantes da Fundep participaram de várias atividades e realizaram um esforço de articulação e prospecção de novas oportunidades. “Além da visibilidade institucional, buscamos aprofundar contatos que podem resultar em projetos e em boas parcerias para a instituição”, completa o professor.

Presença

A Conferência foi o primeiro de uma série de eventos nos quais a Fundep deve participar como forma de se articular com as entidades do campo científico brasileiro. Em julho, a Fundação estará presente na reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e em outubro participa da Inovatec.