Fundep

Encontro Marco Legal de C,T&I: conhecimento, experiências e network

Postado em Ciência, Tecnologia e Inovação

Discussões sobre desafios e oportunidades que decorrem o Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação (Lei 13.243/16), publicado em janeiro de 2016, estão reunindo, em Belo Horizonte, integrantes do Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec).

A programação inclui mesa de debate sobre o Marco Legal; painel para compartilhamento de experiências, apresentação de pesquisa realizada pelo Fortec envolvendo os Núcleos de Inovação Tecnológica da Região Sudeste, lançamento de livro e oficina prática sobre noções de redação de patentes e prospecção de tecnologias e negócio com base em informação tecnológica.

Primeira parte (dia 02/08)

Segunda parte (02/08)

 

Segundo dia – debates abertos e oficina prática de “Redação de patentes e prospecção de tecnologias e negócios com base em informação tecnológica”. Assista ao vivo.

 

Fundep presente

O painel de experiências “Políticas de inovação em ICTs: implicações práticas para a propriedade intelectual, empreendedorismo, interação com empresas e transferência de tecnologia”, contará com a mediação da gerente de Negócios e Parcerias da Fundep, Janayna Bhering, gerente de Negócios e Parcerias da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), que vai compartilhar iniciativas da Fundação que buscam conectar pesquisa e sociedade.

No painel, Juliana Crepalde, da Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT), vai relatar a experiência da UFMG na estruturação de sua política de inovação. Criada em 1997, antes de a lei federal determinar que cada instituição tivesse seu Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), a CTIT atua na gestão do conhecimento científico e tecnológico da Universidade. “Será uma troca de boas práticas”, comenta a coordenadora, que vai citar modelos de parceria adotados pela UFMG e outros aspectos da política institucional de inovação, como a resolução 04/2018, aprovada pelo Conselho Universitário em março deste ano, que define os critérios para o compartilhamento e permissão de uso da infraestrutura e de capital intelectual da UFMG. Também participam representantes da Universidade Federal de Viçosa (UFV) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).