Fundep

Financiamento coletivo da UFMG, Fundep e IAMG arrecada R$5 milhões para hospitais

Postado em UFMG
PROCEDIMENTO NO HOSPITAL DAS CLÍNICAS: SEGURANÇA PARA OS PROFISSIONAIS

Em pouco mais de dois meses, campanha alcança mais de 80% da meta de arrecadação e mais de R$3,5 milhões em equipamentos, materiais e insumos para o Hospital das Clínicas UFMG, Risoleta Neves e UPA Centro Sul

 

A UFMG, em parceria com a Fundep e o Instituto dos Advogados de Minas Gerais (IAMG), iniciou no fim de março a campanha Colabore com os Hospitais da UFMG, um financiamento coletivo para arrecadar recursos para a compra de equipamentos, materiais e insumos para o Hospital das Clínicas da UFMG, Hospital Risoleta Tolentino Neves e Unidade de Pronto Atendimento Centro-Sul. O objetivo é apoiar essas unidades de saúde, que são vinculadas à Universidade, no atendimento às vítimas do novo coronavírus.

Em pouco mais de dois meses, a campanha já ultrapassou o marco de R$5 milhões – mais de 80% da meta de R$6 milhões. O recurso está sendo investido em peças para ventiladores pulmonares, equipamentos de proteção individual como máscaras e aventais, produtos de limpeza e desinfecção, entre outros insumos. O volume arrecadado é gerenciado pela Fundep, instituição responsável por todo o processo do financiamento coletivo, desde a mobilização dos doadores, passando pela compra dos materiais, entregas aos hospitais e prestação de contas.

Até o momento, foram adquiridos mais de R$3,5 milhões em itens, sendo R$2.122.077,64 para o Hospital das Clínicas, R$1.186.962,87 para o Risoleta Neves e R$ 219.232,65 para a UPA Centro-Sul. A diretora do Risoleta Neves, professora Alzira Oliveira Jorge, ressalta que a iniciativa é fundamental para os hospitais enfrentarem as especificidades da pandemia. “Aplicamos, principalmente, esses recursos em saneantes, como o álcool em gel, para a limpeza de superfícies e a desinfecção de ambientes dentro do hospital. Compramos, também, alguns medicamentos e insumos para o sistema respiratório, além de equipamentos de proteção individual, como máscaras, luvas e toucas para os nossos trabalhadores utilizarem no atendimento, assim como equipamentos de proteção individual para os nossos pacientes”, complementa Alzira.

O presidente da Fundep, prof. Alfredo Gontijo de Oliveira, avalia positivamente os resultados da campanha, que traz uma nova abordagem para o financiamento de projetos da Universidade, diferentes dos projetos tradicionais direcionados para as agências de fomento. “Atenta às oportunidades, como um novo campo de atuação, a Fundep constituiu competência para operar campanhas de financiamento coletivo. O financiador, ou seja, o doador, é movido por dois motivadores claros: a emoção e seu interesse em causas coletivas. Assim, não é uma linha de financiamento para suprir a redução dos financiamentos tradicionais porque se relaciona com outro tipo de financiador. O financiamento deve ser direcionado para projetos com propósitos diferentes e esporádicos, como é o caso da pandemia. Especialmente neste momento de muita emoção, até mesmo de comoção, estamos unidos pelo mesmo propósito – a saúde de todos – e o marco de R$5 milhões mostra o impacto social que, juntos, conseguimos”. A diretora do Risoleta Neves ressalta, ainda, a importância de alcançar o restante da meta da campanha: “somos gratos a todos que contribuíram e precisaremos continuar com esse movimento para que a gente possa enfrentar este momento”.

Profissionais de saúde do Hospital das Clínicas UFMG, Risoleta Neves e UPA Centro-Sul

 

Pela saúde de todos

As três unidades de saúde da campanha são 100% SUS e juntas atendem cerca de 1,2 milhão de pacientes por ano. O Risoleta Neves e a UPA Centro-Sul são geridos pela UFMG e pela Fundep.

A campanha Colabore com os Hospitais da UFMG continua recebendo doações. Para participar, acesse a página oficial e doe online. O site também disponibiliza informações sobre os hospitais vinculados à Universidade, além da prestação de contas dos recursos arrecadados e das aquisições realizadas.

A campanha de financiamento coletivo tem apoio institucional da Justiça Federal, Tribunal de Justiça Federal de Minas Gerais, Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos de Minas Gerais (ADEP-MG), Ministério Público de Minas Gerais, Associação Mineira do Ministério Público, Defensoria Pública de Minas Gerais, Ordem dos Advogados do Brasil Seção de Minas Gerais (OAB-MG), Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Associação dos Juízes Federais de Minas Gerais (Ajufemg) e Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).