Fundep

UFMG realiza debate sobre monitoramento e recuperação de águas e rejeitos em desastres de barragens

Postado em Ciência, Tecnologia e Inovação
Imagem: Portal Governo do Brasil

O Programa Participa e o Departamento de Química da UFMG realizam dia 19 de março, às 14h, seu segundo workshop emergencial. Com o tema Tecnologias para Monitoramento e Recuperação de Águas e Rejeitos, o evento é gratuito e aberto ao público, dispensando inscrições prévias. Os interessados podem acompanhar o debate pessoalmente no auditório T005 da Escola de Engenharia da UFMG, campus Pampulha, ou assistir à transmissão ao vivo pelo canal da Coordenadoria de Assuntos Comunitários (CAC) no YouTube.

O seminário começa às 14h com as falas de abertura da coordenadora da iniciativa, professora Glaura Goulart Silva, e da pró-reitora de extensão, Claudia Mayorga. Às 14h20, o professor Rochel Lago, do Departamento de Química, irá debater o Projeto Fapemig Candonga: Trabalhos recentes em águas e rejeitos. Em seguida, às 15h, a professora Adriana Monteiro da Costa, do Departamento de Geografia, propõe o tema Diagnóstico dinâmico das consequências hidroambientais do desastre de Brumadinho. A última palestra do dia fica a cargo da professora Miriam Cristina Santos Amaral, do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, com o título Processos de separação por membranas para tratamento da água em situações emergenciais. Às 16h20 o espaço ficará aberto para discussões.

Projeto Participa

Formado por professores, servidores e estudantes de todas as áreas da UFMG, o Programa Participa tem como objetivo estruturar grupos de trabalho para ações de médio e longo prazo no contexto dos desastres das barragens de Fundão e do Feijão. Em 2015, a UFMG criou a primeira versão do Participa destinado a realizar ações voltadas à população de Mariana. Agora, em 2019, foi criado um segundo núcleo para pensar sobre os atingidos em Brumadinho.
Fonte: Portal UFMG