Fundep

De portas abertas para a terceira idade

Postado em Projetos

O Brasil está envelhecendo. Segundo dados de 2016 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as pessoas acima de 60 anos representam 14,3% da população do país – uma taxa que está crescendo em velocidade superior à média mundial. Essa mudança de perfil da sociedade vem mostrando que a ‘terceira idade’ do século XXI pede espaço! E seu lugar está cada vez mais ativo, seja no mercado de trabalho, nas relações pessoais ou nas funções de uma vida moderna e dinâmica.

Atenta a tais transformações, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) está de portas abertas para essa parcela da população. Há 25 anos, o Projeto Maioridade – Universidade Aberta para a Terceira Idade recebe idosos que desejam envelhecer com saúde, alegria, conhecimento e reflexão. As turmas são formadas a cada semestre e se dedicam a temas importantes como qualidade de vida, aspectos psicológicos e sociais, cotidiano e cultura, além das atividades físicas que vão das aulas de dança de salão às práticas de tai-chi-chuam.

 

Muitos motivos para celebrar

Na última quinta-feira, 3 de agosto, a cerimônia de abertura da nova temporada da Universidade Aberta comemorou também a trajetória de mais de duas décadas do projeto. O evento aconteceu no Conservatório da UFMG e os alunos marcaram presença, empolgados com o início das aulas. Maria da Conceição Chaves participa do projeto há 3 anos. A busca pela qualidade de vida a motivou a fazer novamente a matrícula no curso. “Depois que aposentei, fiquei mais distante das pessoas. O projeto me dá a oportunidade de redescobrir a delícia que é interagir e fazer novos amigos”, completa. Já Madalena das Graças Jeremias participa do projeto há 5 anos e enfatiza seu aprendizado com as palestras, oficinas e dinâmicas. “É uma liberdade sair de casa e da frente da televisão para vir aqui ganhar o mundo com uma turma tão bacana”, afirma.

As coordenadoras Marcella Guimarães Assis e Paula Maria Machado Arantes enfatizam que o projeto oferece aos idosos o acesso à Universidade numa perspectiva de educação permanente, estimulando a valorização de suas histórias e memórias, a reinserção social e a busca pela qualidade de vida. “Nosso objetivo é oferecer um envelhecimento saudável e ativo na sociedade. O mais impressionante é que quem participa uma vez, sempre volta! Temos idosos que estão conosco há 18, 15 anos”, exalta a professora Marcella Assis. “Para nós, é uma satisfação enorme fazer parte dos 25 anos do projeto. Considerando o crescimento da população idosa do nosso país, torna-se fundamental repensar a terceira idade, promovendo saúde e bem-estar”, completa Paula Arantes.

Gestão Fundep

A Fundep faz a gestão do projeto Maioridade, participando desde o suporte às inscrições virtuais e presenciais até as atividades essenciais para a execução das aulas, como aquisições, pagamentos e apoio na divulgação. Marcus Evangelista, da Gerência de Apoio a Projetos da Fundep, também compareceu ao evento e destacou a alegria em fazer parte da iniciativa: “Acho extremamente gratificante presenciar a amplitude do projeto, que atende uma demanda tão importante da nossa sociedade”, finaliza.

A aulas da segunda turma deste ano serão realizadas até o dia 4 de dezembro, no Conservatório da UFMG.

Para mais informações, acesse a fan page do Projeto Maioridade – Universidade Aberta para a Terceira Idade