Fundep

Coronavírus: entenda a importância do sequenciamento genético

Postado em Ciência, Tecnologia e Inovação
Após a confirmação do primeiro caso de Covid-19 no Brasil, no fim de fevereiro, grupo liderado por pesquisadoras brasileiras desenvolveu o sequenciamento do material genético do novo coronavírus. Mas em que consiste o sequenciamento genético?
O material genético do coronavírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave 2, como foi denominada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), é formado especificamente por RNA. A sequência de ácido ribonucleico tem aproximadamente 30 mil nucleotídeos de comprimento.
Sequenciar é, basicamente, identificar e codificar bases nitrogenadas. No caso do RNA, trata-se da citosina, da guanina, da adenina e da uracila. Em vídeo produzido pela TV UFMG, o professor Vasco Azevedo, do Departamento de Biologia Geral do ICB, explica a relevância dos sequenciamentos para a prevenção contra grandes contaminações de patógenos, como no atual caso do SARS-CoV-2.
Professor Vasco Azevedo, do ICB, explicou o processo em vídeo produzido pela TV UFMG