Fundep

Braçadas para o sucesso

Postado em Notícias da Fundep
Foto: Renato Carvalho EEEFTO

Minas Gerais agora conta com um dos mais modernos e completos parques aquáticos da América do Sul. Inaugurado no dia 18 de dezembro, o complexo do Centro de Treinamento Esportivo (CTE) da UFMG tem infraestrutura de padrão internacional para a formação e preparação de atletas de alto desempenho.

A piscina olímpica, construída em uma área de 13,383m² e em andar suspenso, possui dimensões de 65mx22,5m e foi montada com um equipamento inédito no Brasil: o bulkhead (borda móvel). O sistema possibilita que a piscina tenha o tamanho configurado para o treinamento para provas de diversas modalidades, como natação em 50m e 25m, polo aquático em 28m e 33m, e nado sincronizado. Com as pontes móveis, a área também pode ser dividida em duas piscinas semiolímpicas, favorecendo treinos simultâneos de um grupo maior de nadadores. O prédio comporta, ainda, instalações de apoio como laboratórios, consultórios, auditório, salas de reabilitação, condicionamento e força, banheiras térmicas e saunas para a recuperação física dos atletas. Todo o empreendimento é adequado aos parâmetros de acessibilidade. Equipes de natação – como as olímpica e paralímpica do Reino Unido – elegeram o parque aquático do CTE para a preparação para as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

Localizado no Centro Esportivo Universitário (CEU), o CTE conta com pista de atletismo, equiparada às melhores do mundo, e, ainda, está prevista a construção de ginásio poliesportivo. O desenvolvimento do projeto do CTE é fruto de parceria da UFMG com a Minas Gerais Participações (MGI) e o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esportes. A Fundep foi a gestora administrativo-financeira do projeto.

Atuação da Fundep

Na Fundação, o gerenciamento das iniciativas do CTE envolveu atividades em várias áreas, como financeira, pessoal, jurídica, compras e importação, com destaque para aquisições diversas – de materiais de obras a equipamentos da piscina. A Fundep participou ativamente dos processos, negociações e montagem das instalações que compõem o Parque Aquático, a exemplo dos bulkheads, raias anti-turbulência, marcações da piscina, placar eletrônico, sistema de cronometragem e blocos de partida. O conjunto de itens foi importado da Espanha e o transporte para o Brasil foi via embarque marítimo, levando 21 dias para chegar ao porto do Rio de Janeiro. Os materiais vieram para Belo Horizonte por meio de caminhões-carretas e a Fundação cuidou, ainda, da logística necessária ao descarregamento no CTE e respectiva instalação. “Participar desse projeto inovador nos permitiu ampliar nossas expertises e potencializar nossos diferencias”, afirma a analista Andréia Rodrigues, da Gerência de Atendimento a Projetos (GAP) I.

No dia 17 de dezembro, um grupo da Fundep visitou o CTE para conferir de perto o resultado de um trabalho realizado por cerca de cinco anos. “O parque está espetacular! Dessa vez, convidamos representantes de cada área e em breve organizaremos mais visitas para que todos possam ver, pois o trabalho de cada um e de toda a equipe da Fundep foi fundamental”, diz Luciana Papatella, gerente da GAP I.

O presidente da Fundep, professor Alfredo Gontijo de Oliveira, visitou o espaço. “É uma emoção muito grande ver essa estrutura de padrão internacional e de grande importância científica, tecnológica e social. Esse projeto é mais uma demonstração da relevância que as fundações de apoio têm para as universidades. Um empreendimento desse porte é de enorme complexidade e, após todo o trabalho, foi possível entregar para a comunidade um maravilhoso instrumento acadêmico. Essa é a razão de ser da UFMG – e a missão da Fundep é viabilizar os projetos da Universidade”, diz o presidente.

O diretor de Operações da Fundação, professor Roberto Alves Nogueira, compartilha do orgulho da participação da instituição na construção do CTE. “Esse complexo transformará o nosso Estado e a UFMG em referência na formação de atletas e em pesquisa esportiva. Destaco, especialmente, o empenho dos colaboradores da Fundep, que foi, de fato, essencial para erguer toda essa estrutura”, ressalta.

Inauguração oficial

A inauguração oficial do parque aquático do CTE foi realizada no dia 18 de dezembro, na Sala de Sessões da Reitoria. A solenidade foi conduzida pelo reitor Jaime Ramírez e pela vice-reitora Sandra Goulart Almeida. Entre os presentes, estavam o ministro do Esporte, George Hilton; o secretário executivo do Ministério da Educação, Luiz Cláudio Costa; o secretário estadual de Esportes, Carlos Henrique Alves da Silva; o cônsul geral do Reino Unido, Thomas Nemes; o diretor da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Sérgio Teixeira; o diretor do CTE, Pablo Greco; o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Miguel Corrêa Júnior; a secretária estadual de Educação, Macaé Evaristo, além de diretores de unidades acadêmicas e servidores.

A Fundep foi representada no evento pelo presidente, professor Alfredo Gontijo de Oliveira, os diretores de Operações, professor Roberto Nogueira e de Desenvolvimento Institucional, professor Pedro Vidigal da Fundep e a gerente de projetos, Luciana Papatella.

Jaime Ramírez destacou que a inauguração representa os grandes desafios enfrentados pela Universidade. “O CTE é um grande projeto porque nos põe em posição de destaque no campo da ciência do esporte”. Ele ressaltou os desafios para a conclusão da obra, sobretudo em função do cenário econômico, e aproveitou para elogiar e agradecer à Fundep pela condução do projeto.

O ministro do Esporte, George Hilton, e o secretário de Estado de Esportes, Carlos Henrique Alves da Silva, enfatizaram a importância de aliar esporte e educação. “A parceria entre o governo do estado e a UFMG gera um legado que transcende o esporte. Este é um legado educacional, pois tanto os atletas quanto os cientistas do esporte vão usufruir do CTE”, salientou Carlos Henrique Alves da Silva.

A inauguração do parque aquático foi destaque na mídia. Confira aqui a reportagem da Rede Globo.