Fundep

Fundep realiza exposição comemorativa das 50 edições do Festival de Inverno da UFMG

Postado em Eventos

Um dos maiores eventos culturais de universidade pública no país, o Festival completa 50 edições de arte e conhecimento. Fundação recebe acervo que convida a uma viagem no tempo passado e instiga a reflexão sobre o futuro

 

Um dos principais movimentos culturais do Brasil, o Festival de Inverno da UFMG comemora a sua 50ª edição. Com a poética e a potência da arte como propulsora de transformação social, o Festival se consolidou como um importante agente cultural da UFMG e, hoje, é considerado um dos maiores eventos de uma universidade pública no país.

A Fundep faz parte desta história, com uma parceria de longa data na gestão e desenvolvimento do projeto, e recebe uma exposição documental especial que compartilha uma retrospectiva do Festival de Inverno.

A exposição: viagem ao passado e reflexão sobre o futuro

Na entrada, nas escadas, nos corredores e no coworking da Fundação, localizada na UFMG campus Pampulha (Unidade Administrativa II), estão expostos objeto de arte, fotografias, vídeos e os cartazes originais de cada edição, que relembram a trajetória do Festival. As 50 edições nos convidam a uma viagem pelo tempo passado. Exercício interessante, especialmente neste contexto em que pesquisas, bibliotecas e museus clamam por atenção e valorização. Contemplar o acervo das edições do Festival é uma oportunidade para refletir sobre uma expressão, uma manifestação, um momento de cada micro época. Finalizando o circuito, os visitantes são instigados a pensar nas mudanças que desejam para o futuro e deixar suas mensagens.

“Mais que repensar o passado, esta exposição é um passaporte sensibilizador para uma viagem futurista. A intenção é que nosso olhar seja direcionado para o que vem pela frente, conduzindo-nos a um novo mundo e novas perspectivas, com seus desafios. Como serão os próximos 50 anos da Universidade, da Fundep, do Festival?”, provoca o presidente da Fundep, professor Alfredo Gontijo de Oliveira, complementando: “afinal, as próximas edições também serão dadas pelas pessoas, por meio da criatividade cultural e da arte transformadora”.

A exposição na Fundep foi iniciativa dos colaboradores da Fundação com o intuito de apresentar à equipe da instituição, que trabalha a cada ano para a realização da iniciativa, a trajetória e relevância do Festival. Ao realizar a gestão do projeto, a analista de projetos Flávia Silva recebeu os materiais e teve a ideia de expor na Fundação. “As possibilidades são infinitas. E, com a equipe, percebemos a oportunidade de compartilhar esta experiência e abrir as portas da Fundep para toda a comunidade. É um orgulho apresentar um pouco da história do Festival, que faz parte da UFMG.”

Valorização da arte e da UFMG

Na inauguração da exposição, o professor Alfredo ressalta a importância da arte em seus aspectos na história, na liberdade e como agente transformador da sociedade. O diretor de Ação Cultural da UFMG, professor Rodrigo Vivas traz a concepção de se pensar na cultura não somente como evento e também lembra que os festivais da Universidade estão vivos e são para todos. “Temos o Festival de Inverno e o de Verão, que proporcionam atividades gratuitas e diversificadas para que toda a população tenha acesso e oportunidade de viver a arte.”

Também prestigiaram a abertura o vice-diretor e diretor da Escola de Belas Artes da UFMG, professores Adolfo Cifuente e Cristiano Gurgel Bickel. “O Festival de Inverno é um lugar de encontro, diálogo e transformação. Onde acontecem encontros e oportunidades improváveis, impossíveis, fortuitas e nos transformam. E esse é o papel da arte e da ciência: de transformação. O Festival se tornou grandioso, transforma nossa vivencia em memória, trouxe e ainda promoverá possibilidades incríveis para a Universidade”, diz o professor Cristiano.

A curadoria da exposição é do professor Fabrício Fernandino. “O Festival de Inverno foi criado para ser espaço de diálogo do artista, da arte e dos processos criativos com a população. Ao longo dos anos, a iniciativa se tornou um agente transformador de vocações e de vida, revelando e promovendo importantes expressões e manifestações da cultura de Minas e do nosso país”, relata o professor Fabrício. “A cada ano, o Festival busca a inovação e o que há de mais expressivo na arte contemporânea. Essa trajetória demonstra a necessidade de preservação de eventos dessa natureza e, mais ainda, o reconhecimento de que a cultura e a arte existem para tornar mais humanizada as relações do homem com seu universo de existência. Vida longa ao Festival de Inverno!”

Exposição comemorativa
Festival de inverno UFMG | 50 edições de arte, cultura e conhecimento

Visitação até 11 de outubro de 2018, das 8h às 17h
Para visitas guiadas, agende pelo e-mail: comunicacao@fundep.ufmg.br

FUNDEP
UFMG Campus Pampulha – Unidade Administrativa II
(entrada pela Av. Antônio Abrahão Caram)
Belo Horizonte / MG
www.fundep.ufmg.br